Tel: (11) 99878-0284

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 por Ana Paula Tavares Leonel.

Pergunte à psicanalista

Pergunte o que quiser, que eu responderei o mais breve possível. Veja algumas perguntas (e respostas)  de pacientes abaixo.

"acho que sou viciado em sexo todo dia quero fazer sexo com minha esposa quando ela nao quer fico impaciente sem dormi, procuro constantemento mulheres proficional do prazer ja gastei muiyo dinheiro com isso ja deixei minha filha no colegio socinha pra fazer sexo com outra pessoa. Que posso fazer? Mi ajude."

Viciado em sexo

Você está, provavelmente, tentando preencher um vazio emocional com o sexo, porque no sexo você encontra prazer e satisfação. Mas as pessoas buscam preencher esse vazio com coisas diversas, como sexo, álcool, drogas, compras, celular, entre outras diversas coisas, e como a satisfação é passageira, esse vazio emocional nunca é preenchido e, dessa forma, aquilo com que se tenta preencher esse vazio se torna um vício. A partir daí o prazer é substituído por uma angústia, porque a pessoa começa a sentir escravo daquilo. Você precisa descobrir as causas desse vazio, mas como é muito difícil fazer isso sozinho, uma terapia ou análise pode ajudá-lo.

"Em minha psicoterapia sempre tive sonhos com minha psicóloga (abordagem psicanalítica). Um dia contei para estes sonhos a ela e esperava receber ao menos algumas perguntas que me ajudassem a interpretá-los, mas ela ficou em total silêncio. Só ficou me olhando e eu olhando para o lado. Isso é comum?"

Sonhos com a psicóloga

Não existe uma regra para a interpretação dos sonhos. Uma interpretação adequada depende também do quanto o psicólogo ou analista conhece o paciente, suas questões psíquicas e o momento que ele está vivendo. Pode ser que sua psicóloga não conseguiu interpretar seu sonho no momento (o que é normal, nem sempre é possível dar alguma interpretação) ou ela achou que não havia nada a ser dito. Ou será que, ao contar a ela o sonho que teve com ela você queria provocá-la e ficou frustrado quando ela não reagiu, porque você esperava uma reação?

"Como se diagnostica autismo leve depois de adulto? É mais complicado por ser confundido com outros transtornos? Pela unimed nao tem psiquiatra na minha cidade, posso ir em um neurologista e psicologa? Estou revoltado, nunca tive namorada,nao me preocupo tanto com amizades,mas seria bom"

Autismo?

Você foi diagnosticado com autismo ou você está supondo que o seu caso possa ser autismo? As questões sobre você nunca ter tido namorada e não se preocupar tanto com amizades podem ser por inúmeras outras causas. Uma coisa é nunca ter tido uma namorada aos 18 anos, outra coisa é aos 50 anos de idade, por exemplo. Você pode ser uma pessoa exigente que não quer namorar qualquer pessoa, mas sim apenas com uma pessoa que considere especial. Quanto às amizades, os introvertidos são menos interessados nas amizades do que os extrovertidos, e isso é normal. Enfim, é preciso conversar e entender o contexto da sua vida, para saber se estamos falando de problemas que prejudicam a sua vida, ou apenas de você entender como você é e se aceitar assim. Procure um psicanalista ou psicólogo para que ele/ela possa te ajudar nessas questões.

"Eu tive depressão após o parto depois de 8 dias que a criança nasceu eu deixava a criança com minha filha mais velha que tinha somente quatorze 14 anos mas sofro temperamento de humor fico muito estressada e fico gritando com as crianças mais já passo no psiquiatra ha 5 anos e não consigo controlar o nervoso. Que posso fazer?"

Depressão pós-parto

Quanto à depressão pós-parto, não sou especialista, mas sei que ela ocorre em função das mudanças hormonais, assim como a TPM, e ambas podem ser controladas com medicamentos. Mas o que você descreve sobre ficar estressada e gritar com as crianças, é um transtorno conhecido e pode ser tratado com tratamento psicanalítico com bons resultados. Se o psiquiatra apenas receita medicamentos sem terapia, você estará tratando apenas da consequência, e não da causa, mas se o psiquiatra está fazendo terapia também, então sugiro que você procure outro profissional, pois ele não está sendo efetivo.

"Boa tarde Eu moro junto com meu namorado. Cometi traição financeira com ele. Ele não quer me perdoar pq já passou por algo parecido no passado e eu tbm já errei assim no passado Ele só tá esperando que eu me recupere da cirurgia que fiz p me deixar. O que posso fazer para recuperar a confiança dele?"

Perda de confiança do parceiro

Infelizmente, perder a confiança de alguém é uma coisa que acontece rapidamente, enquanto que, ganhar a confiança é um processo demorado. Em primeiro lugar, ele disse que vai te deixar ou isso é uma suposição sua? Porque nossa mente adora criar coisas que não existem. Em segundo lugar, você vai ter que trabalhar para ganhar a confiança dele novamente, até ele ter certeza de que pode confiar e contar com você, mas isso não vai acontecer do dia para a noite, portanto, você precisa ter paciente e se dedicar a isso, ou seja, mostrar para ele que você é capaz de mudar. Se ele amar você de verdade, com o tempo ele pode vir a te perdoar.

"A pornografia pode causar danos graves na área do cérebro responsável pela função sexual ? Tem como resolver ?"

Pornografia prejudica o cérebro?

A pornografia, em si, não prejudica nada, não causa danos no cérebro. Se for em excesso, como um vício, uma compulsão, vai prejudicar a sua vida como qualquer outro vício, onde o sujeito só foca no objeto viciante e deixa de focar em outras áreas importantes da vida, como o trabalho, os relacionamentos, etc. A pornografia ajuda a apimentar as relações e, inclusive, pode até ser um aprendizado para a vida sexual. Se o acesso à pornografia não estiver prejudicando as outras áreas da sua vida, como eu disse anteriormente, se você não estiver negligenciando suas responsabilidades com a sua vida, não há com que se preocupar.

"Sou casada há 16 anos meu marido foi meu primeiro e único homem e eu primeira e única mulher. De uns tempos para cá ele vem fazendo um pedido muito estranho e diz que isso não são de sua cabeça, ele quer me ver transando com outro homem ele disse que pensa nisso sempre, o que podemos fazer?"

Sintonia no sexo

A comunicação entre o casal é fundamental, falar o que sente para o parceiro e ouvi-lo. Cada um deve colocar os seus limites e respeitar os limites do outro. Uma nova experiência pode ser desconfortável no início, mas se a pessoa estiver aberta a ela, pode tornar a vida sexual mais apimentada e excitante.

"Meu marido é viciado em jogos online que envolve dinheiro. Mais ele não admite. O que faço para ajuda-lo a sair deste buraco?"

Vício em jogo

É muito difícil ver quem amamos deixando-se levar por um caminho nocivo. Mas infelizmente, enxergamos o problema muito antes que a própria pessoa tenha noção de que está com um problema. É preciso que ele comece a perceber que tem um vício e que isso está prejudicando a sua vida e das pessoas à sua volta (familiares e amigos podem ajudar), para depois ele estar disposto a se tratar, pois não conseguimos levar a um tratamento quem não quer ser tratado. Recomendo que você mesma tenha o acompanhamento de um profissional da área psíquica para que ele possa ajudá-la a lidar com esse problema.

"Ter pensamentos sexuais recorrente com alguém por quem estou apaixonada, ter esperanças mesmo depois de rejeições e ficar pensando em uma vida com essa pessoa, é normal? Mesmo que nunca tenhamos nos envolvidos apenas raras conversas formais. Até que ponto a paixão é aceitável após uma rejeição?"

Paixão não correspondida

Sim, é normal. Uma das características da paixão são os pensamentos obsessivos. A paixão se torna um vício como o vício por uma droga, porque envolve o circuito de recompensa do cérebro. Porém, é importante ter uma noção clara da realidade, e isso é um dos meus principais objetivos com meus pacientes. No seu caso, ter uma noção clara da realidade é saber se existe uma chance REAL de ser correspondida. Se você já foi rejeitada (e você mencionou isso duas vezes), não me parece que há chances de ser correspondida. Durante a paixão, é muito difícil aceitar isso e partir para outra, já que a paixão nos deixa obsessivos e cegos com relação ao objeto de paixão, por isso, é importante conversar com alguém, para que a pessoa te ajude a enxergar melhor as coisas como elas são.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now