Tel: (11) 99878-0284

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 por Ana Paula Tavares Leonel.

Como encontrar a causa raiz da sua doença

November 30, 2017

Acreditar que uma doença surge de uma causa física, é como acreditar que uma música vem direto do rádio, quando sabemos que, na verdade, vem bem de longe do rádio.

As doenças começam mental e emocionalmente. As doenças são uma manifestação de uma causa mental ou emocional. Se imaginarmos chupando um limão, sentimos a mesma reação nas mandíbulas que sentimos quando chupamos um limão de verdade. A mente não sabe a diferença entre o real e o imaginário.

O corpo reflete o que está na mente e nas emoções.

O câncer é uma profunda angústia ocorrida na infância que não foi resolvida.

Uma das causas raiz de uma doença pode ser o trauma. Um trauma é uma experiência desagradável que se não tiver sido resolvido pode se tornar uma doença. Superar um trauma não é a mesma coisa que sobreviver um trauma. Um trauma não resolvido causa uma resistência em nós e permanece uma ferida não cicatrizada, que afeta a planta do nosso corpo.

E o que dizer de acidentes, então não somos responsáveis? Vivemos num Universo onde funciona a lei da atração, portanto acidentes acontecem porque estamos numa mesma vibração que eles. Quando ocorre um acidente ambiental ou uma epidemia, toda uma população acaba se colocando nessa mesma vibração e acaba ficando doente. As emoções mais relacionadas a acidentes são a vitimização e a autopunição. Portanto, acidentes são uma maneira que encontramos de nos punirmos.

Quando uma menina é adotada por uma família predisposta geneticamente a câncer de mama, essa menina também terá a predisposição de desenvolver esse câncer, pois estará envolvida nos mesmos padrões emocionais da família.

Tudo isso não significa que quem está alinhado a um padrão emocional inadequado ou propício a doenças tenha culpa disso, pois parte da nossa mente é consciente, e grande parte é inconsciente. Por isso, uma doença ou acidente é uma maneira de nos conscientizarmos de que alguma coisa está errada nos nossos padrões mentais.

Uma doença deve ser tratada por diversos aspectos: emocional, mental, energético e físico. Porém, se as doenças forem tratadas apenas pelo aspecto físico, só estará resolvendo a ponta do iceberg. Nesse caso, a causa verdadeira não está sendo tratada.

Para identificar a causa de uma doença, siga os passos a abaixo.

1. Uma doença é uma ampliação e um exagero da sua causa real. Como essa doença me faz sentir? Como me sinto com relação a ela? Que pensamentos tenho com relação a isso? Por exemplo, a acne faz com que as pessoas se sintam inseguras com o que aparentam para os outros. Analise o seu presente e passado e veja o que pode estar fazendo com que você se sinta dessa forma.

2. Quando foi que percebi os primeiros sintomas? O que eu estava sentindo, pensando na época, nas semanas e meses anteriores ao primeiro sintoma?

3. O que essa doença me impede de ter ou fazer na minha vida? Se eu tivesse ou fizesse isso que minha doença me impede, o que seria tão ruim sobre isso? O corpo não está contra nós, mas a nosso favor; se a doença me impede de ter ou fazer algo é porque inconscientemente eu não quero ter ou fazer isso. Por exemplo, uma pessoa que sofre de infertilidade, mesmo que queira ter filhos, pode não querer tê-los inconscientemente.

4. Todas as doenças são produto de uma resistência a alguma coisa. Quando pensamos que queremos ter mais dinheiro, mas ao mesmo tempo pensamos que dinheiro não nasce em árvores, estamos criando uma resistência, e faz com que nos alinhemos com um padrão de escassez ao invés de abundância. Analisando a doença, é possível chegar a alguma resistência emocional anterior.

5. Pesquise a doença e veja como ela acontece no corpo. Por exemplo: câimbra é uma contração – o que estou contraindo na minha vida? Asma causa dificuldade para respirar – o que está me sufocando? As doenças podem dizer muito sobre nossa vida e o que precisa ser mudado.

6. Somos todos consciência, cada parte do nosso corpo é uma consciência, inclusive os males, como células cancerosas, portanto, converse com a parte doente do seu corpo como se fosse um indivíduo separado, num processo meditativo. Por exemplo, pergunte: “Por que você está aqui?”, “O que está tentando me ensinar?”, “Como você pode me ajudar?”.

7. Considere a sua doença como um professor e tente analisar o que ela está tentando ensiná-lo.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Blog

Featured Posts

Não consigo um emprego. Como lido com isso?

June 14, 2018

1/4
Please reload

Archive
Please reload

Follow Me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now